Se você está planejando uma viagem internacional, além do passaporte (veja como tirar o passaporte pela primeira vez), também é essencial o Certificado Internacional de Vacinação para entrar em alguns países. E apesar de parecer um documento trabalhoso para tirar, dá para você emitir pelo site do governo.

Então, se você está com dúvidas se precisa emitir o Certificado Internacional de Vacinação para a próxima viagem, nesse artigo vamos explicar para o que ele serve e como emitir o seu certificado.

O que é Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia?

Certificado internacional de vacinação
Certificado Internacional de Vacinação (CIVP)

O Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) é o documento que comprova para a imigração de um país, que você está vacinado contra determinadas doenças.

A vacina mais exigida é a de febre amarela. Mas o CIVP também pode ser emitido para comprovar a imunização por outras vacinas, como Meningite ou Poliomelite, conforme a exigência de cada país.

Veja também: Melhores sites e dicas para comprar passagem aérea barata.

Para que serve o Certificado Internacional de Vacinação?

Como já falamos anteriormente, o Certificado Internacional de Vacinação é um documento obrigatório que garante a entrada em países que fazem a exigência de determinadas vacinas.

Então, se você vai viajar para o exterior, precisa conferir se o seu destino possui alguma vacina obrigatória (confira aqui os países que exigem o certificado de vacinação). E em caso afirmativo, é necessário entrar no site do governo e emitir o seu certificado.

Mas se você não tomou a vacina exigida pelo país, antes de emitir o certificado, precisa se dirigir até uma unidade de saúde e se imunizar.

Ainda mais, o CIVP também é exigido para conexões em países com vacinas obrigatórias. Portanto, em voos com conexão, é necessário conferir se o país ou países, onde será feita a conexão exige alguma vacina.

Quem pode emitir o CIVP?

Qualquer brasileiro ou estrangeiro vacinado no Brasil que vai viajar para algum país que exige o certificado pode emitir o CIVP. E vale lembrar que crianças a partir de 9 meses também precisam do certificado de vacinação.

Quando eu devo emitir o Certificado Internacional de Vacinação?

Você deve emitir o CIVP em caso de viagem marcada ou conexão em algum país que exige o Certificado Internacional de Vacinação. E lembre-se, se o país exige determinada vacina e você não tem o certificado, pode ser impedido de entrar no destino.

Quanto tempo leva para o CIVP ficar pronto?

Após a solicitação, o certificado demora até 10 dias úteis para ficar pronto. Mas ele pode ficar pronto antes desse prazo. Por isso, é importante você pedir esse certificado com antecedência. Nunca deixe para emitir esse tipo de documento muito próximo da viagem.

Dica: outra etapa super importante para as viagens internacionais é o seguro viagem. Então, confira as nossas dicas para contratar o seu seguro viagem e curtir o destino com mais segurança e comodidade.

Vacina de febre amarela

  • Exigência da vacina: a vacina contra febre amarela é exigida por vários países. Alguns países que exigem essa vacina são Colômbia, Bolívia, África do Sul, Curação, Egito e muitos outros. Confira a lista completa de países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação contra febre amarela.
  • Quando tomar a vacina: deve-se tomar a vacina no mínimo 10 dias antes da viagem.
  • Onde tomar a vacina contra febre amarela: em qualquer unidade de saúde ou clínicas particulares de vacinação.
  • Validade da vacina: desde 2014, a OMS reconheceu que uma dose da vacina contra febre amarela oferece imunidade para a vida toda. Portanto, é necessário tomar apenas uma dose única da vacina para emitir o certificado.
  • Comprovante da vacina: para emitir o certificado é necessário ter o seu cartão de vacina ou um comprovante que você foi vacinado em mãos. Caso já tenha tomado a vacina, mas perdeu o comprovante, você deve procurar a unidade de saúde onde se vacinou e pedir a segunda via do documento.
  • Dose fracionada: a dose fracionada da vacina de febre amarela não é valida para tirar o Certificado Internacional de Vacinação. Portanto, as pessoas que tomaram essas doses precisam tomar uma nova dose única da vacina para emitir o certificado.

E se eu não posso tomar a vacina?

As pessoas que não podem tomar a vacina por motivos plausíveis não precisam tirar o certificado. Mas nesse caso é necessário apresentar um atestado médico de isenção de vacinação, escrito em inglês ou francês.

Então, se você não pode tomar a vacina pegue o modelo de atestado de isenção disponibilizado no site do governo e peça ao seu médico para preencher o documento. O atestado também pode ser apresentado em outro modelo, desde que as informações contidas sejam as mesmas.

Quem não pode tomar a vacina de febre amarela:

  • Pessoas com alergia grave ao ovo.
  • Pessoas que vivem com HIV e têm a contagem de células CD4 menor que 350.
  • Crianças menores de 9 meses.
  • Pessoas em tratamento com quimioterapia/radioterapia.
  • Pessoas portadoras de doenças autoimune.
  • Mulheres amamentando crianças menores de 6 meses.
  • Pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo).

Veja também: Como alugar um carro mais barato.

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação online?

Para emitir o Certificado Internacional de Vacinação era necessário comparecer a uma unidade de emissão do CIVP e, às vezes, comprovar uma viagem marcada para um país que exige alguma vacina

Mas agora você pode fazer todo o processo sem sair de casa. E claro, receber o certificado em seu e-mail, sem burocracia e sem precisar comprovar nenhuma viagem.

Está com dúvida de como tirar o seu Certificado Internacional de Vacinação online? Agora vamos conferir o passo a passo para pedir o certificado sem sair de casa.

1 – Tomar a vacina contra febre amarela (ou outra vacina exigida pelo país)

A maioria dos países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação, requerem o de febre amarela. Mas pode ser que o país exija outra vacina.

Assim, o primeiro passo para tirar o seu CIVP é conferir se você já tomou a vacina de febre amarela ou qualquer outra exigida. Caso ainda não tenha tomado, vá até uma unidade de saúde ou rede privada para tomar a vacina.

Vale lembrar que o prazo mínimo para a vacina de febre amarela fazer efeito é de 10 dias. Portanto, é recomendado tomar a vacina no mínimo dez 10 dias antes da viagem. Ainda mais, você pode ser impedido de entrar no país caso tenha sido imunizado a menos de 10 dias.

Para emitir o CIVP é necessário apenas uma dose da vacina de febre amarela, pois a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu em 2014 que uma única dose oferece imunidade para a vida toda.

E claro, para emitir o certificado é necessário ter em mãos o comprovante de vacinação.

Atenção: se você tomou a dose fracionada da vacina de febre amarela, ela não é valida para emitir o CIVP. Então, nesse caso, é necessário tomar uma nova dose única da vacina.

2 – Juntar os documentos necessários para pedir o certificado

Para pedir o Certificado Internacional de Vacinação você precisa ter em mãos o seu cartão de vacina ou outro comprovante de vacinação, documento de identificação e CPF.

3 – Solicitar o certificado

O terceiro passo é solicitar o seu CIVP no site do governo. Para isso, basta acessar a página de solicitação do certificado.

Para acessar a página, é necessário fazer login no site do governo com o seu documento e senha. Caso não tenha credenciais de acesso no site, basta registrar seu usuário e senha.

Na primeira aba você vai conferir seus dados. Mas preste bastante atenção e certifique-se que nenhum dado esteja incorreto. Com os dados todos corretos, é só clicar em prosseguir.

certificado internacional de vacinação

Na segunda e última aba, você deve selecionar para qual vacina quer emitir o certificado e informar o lote e a data em que ela foi aplicada. Depois é só escanear ou fotografar o seu cartão de vacina (frente e verso, se necessário) e anexar no campo indicado. E finalmente, é só clicar em enviar solicitação.

certificado internacional de vacinação

Sua solicitação vai para análise. Então, é só aguardar até 10 dias úteis pela resposta.

4 – Receber o certificado

E enfim, a última etapa é receber o seu Certificado Internacional de Vacinação. Assim, após a análise, que pode demorar até dez dias úteis, se estiver tudo certo, o CIVP vai chegar em seu e-mail.

Então, agora é só imprimir e assinar no campo indicado. O certificado já vem com assinatura eletrônica do servidor da Anvisa.

O CIVP também não tem prazo de validade. Assim, você pode imprimir ele quantas vezes quiser ou for necessário. E caso não tenha mais acesso ao e-mail com o certificado, você pode acessar ele quando quiser no site gov.br na aba “minhas solicitações”.

Veja também: Melhore sites e dicas para encontrar passagem aérea barata.

Como tirar o Certificado Internacional de Vacinação presencialmente?

Mesmo o serviço sendo oferecido online, você também pode emitir o Certificado Internacional de Vacinação presencialmente.

Assim, basta comparecer a uma unidade emissora de CIVP com seu documento de identificação com foto e comprovante de vacinação.

Você pode conferir a lista de unidades emissoras e escolher a mais próxima. Mas vale lembrar que em algumas unidades é necessário agendar o atendimento (e outras só emitem o certificado para pessoas que vacinaram no local). Portanto, fique atento as regras da unidade que deseja atendimento, pois elas podem variar.

O CIVP feito nas unidades emissoras ficam prontos e são impressos na hora. E o solicitante do certificado deve assinar o seu comprovante de entrega. Portanto, menores de 18 anos que já assinam seus documentos devem estar presentes para emissão e retirada do certificado. Mas caso o menor ainda não assine seus documentos, os pais ou responsáveis podem emitir o certificado sem a presença do mesmo.

Por fim, com o CIVP em mãos é hora de embarcar para aquela viagem bem legal.

*Salve no Pinterest para ler depois

Para ler em seguida: